Se um colega teu num jantar desse entender em frente à tua mulher que era capaz de lhe dar mais prazer do que tu, o que farias?

Numa festa, apercebias-te que havia um homem que estava a conversar há muito tempo com a tua mulher.

Se uma mulher se masturba a pensar noutros homens, o marido...

Para comedores. Gostas mais de comer...

Traição

Qual é o sinal mais eficaz para uma mulher mostrar que tem um manso em casa?

Já assumiste que gostavas de ver a tua mulher com outro.

Dá-te mais prazer...

Gostas que ela te conte o que fazia com o ex-namorado?

Se chegasses a casa e visses a tua mulher enrolada com outro, o que farias?

Quem é o comedor ideal para a nossa mulher?

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Como se tornar corno...

Passo-a-Passo para a Chifrolândia
1. Alugue qualquer um dos filmes da série Clube dos Cornos, da Brasileirinhas . É um dos maiores sucessos de vendas deles, tanto que a essa altura já deve estar no volume 12.

2. Leve sua mulher para a cama e coloque o DVD para rodar. Coloque-a numa posição em que ela possa ver toda a tela da TV.

3. Ao longo da transa, começe a conversar com ela sobre o filme, pergunte se ela sente tesão com o que vê. Pergunte se ela imagina outros homens nús na cama com ela. Diga que é normal sentir atração por outros homens, mesmo que ela esteja casada. Vá puxando a língua dela.

4. Ela vai absorver suas perguntas com certa dúvida. Vai ficar pensando se você quer propor um relacionamento aberto ou ainda se você não anda dando suas puladas de cerca. Deixe-a ruminar um pouco e no meio da trepada, pergunte no ouvido dela se ela gostaria de transar com outro. Diga que você sente muito tesão só de imaginar isso e continue comendo ela avidamente.

Pós-Sexo
Muito do que é dito na cama fica somente lá, já que o quarto é o terreno das fantasias. Após o sexo, quando estiverem naquele momento de recuperar as energias, converse com ela sobre o assunto, mas sem fazer pressão. Ela precisa gostar da idéia de ter um marido corno e se empolgar com a possibilidade de te colocar um chapéu especial – com chifres.

Mas lembre-se, uma vez na chifrolândia, não há volta. Sua esposinha vai tomar gosto pela coisa e o nível de vadiagem dela tende a subir exponencialmente. Além do que, você também vai estar na tangente da boiolândia, já que essa fixação por bem-dotados está ligada a um desejo reprimido que você conhece muito bem.

Dr. Discreto, consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas

Nenhum comentário: